Testes do olhinho e da orelhinha: saiba a importância deles para a vida do bebê! - Hope

Blog

Testes do olhinho e da orelhinha: saiba a importância deles para a vida do bebê!

Assim que o bebê nasce é necessário realizar uma série de exames para verificar se está tudo bem com a saúde da criança. O teste do olhinho e teste da orelhinha, por exemplo, são dois essenciais para descobrir problemas oftalmológicos e auditivos precocemente. Entenda o porquê:

 

Teste do Olhinho – Desde 2010 o procedimento é obrigatório em todos os órgãos de saúde do Estado. O teste é realizado na maternidade por um médico pediatra. Através dele é possível diagnosticar, ainda nas primeiras horas de vida, se o recém-nascido possui algum problema visual congênito, ou seja, adquirido desde o nascimento. No teste o médico utiliza o oftalmoscópio direto a uma distância de 30 a 45 cm do bebê, indolor para o pequeno paciente. Assim, ele detecta a existência do reflexo normal na pupila do olho de cor alaranjada. Se o reflexo estiver distorcido ou esbranquiçado é provável que haja algum tipo de doença oftalmológica, como catarata, opacidades de córnea, graus fortes (miopia, astigmatismo) e retinoblastoma.

 

Importância de realizar o teste com um médico oftalmologista: o médico oftalmologista fará um exame minucioso tanto das estruturas externas (pálpebras, canal lacrimal, cílios, etc.) quanto internas do olho (cristalino, retina, nervo óptico, etc). Uma outra diferença importante do exame realizado pelo médico oftalmologista é que as estruturas internas do olho são avaliadas com dilatação da pupila e utilização oftalmoscópio indireto. Esta técnica possibilita uma melhor visualização de uma maior área da retina, o que permite um exame mais detalhado.

 

Teste da Orelhinha – O exame de Emissões Otoacústicas Evocadas, chamado Teste da Orelhinha, é obrigatório em todo o país. Ele tem como finalidade primordial a triagem auditiva neonatal, que proporciona o diagnóstico precoce e o tratamento de bebês com possível perda de audição. O ideal é que o procedimento seja realizado logo nos primeiros dias de vida, preferencialmente até o primeiro mês de vida, com diagnóstico firmado até os 3 meses de idade. Quando detectado  algum problema, o bebê deverá entrar em um protocolo de investigação para surdez e ser encaminhado ao especialista o mais rápido possível.

O exame é realizado a partir da colocação de um fone no ouvido do bebê, acoplado a um computador. Este aparelho emite sons de fraca intensidade e recolhe as respostas que estão sendo produzidas pela orelha do bebê.

 

Além desses exames logo após o nascimento, os bebês precisam passar por uma consulta oftalmológica completa a cada seis meses nos dois primeiros anos de vida. “Após esse período, pelo menos uma vez por ano, mesmo que não tenham queixas, sinais ou sintomas de problemas”, ressalta Dra. Daena Leal, médica do HOPE. É assim que se descobrem os erros de refração (miopia, hipermetropia e astigmatismo) – que torna necessário o uso dos óculos – além de outras patologias.

 

Acompanhe o Hope no Instagram

  • Aqui no HOPE a qualidade do atendimento prestado aos nossos
  • Com o perodo de chuvas o numero de casos de
  • Em nosso organismo o suco gstrico  importante na digesto
  • Durante o ms de julho os jovens podem descansar e
  • Durante o inverno  comum passarmos mais tempo em locais
  • Alm de atrapalhar o sono a exposio prolongada ao brilho
  • Quem tem dificuldade de enxergar e distinguir imagens assim como
  • Quando no cuidamos da nossa sade ocular abrimos porta para
  • A glndula da tireide produz hormnios que controlam a velocidade