Doenças não oculares que prejudicam a visão - Hope

Blog

Doenças não oculares que prejudicam a visão

Diabetes Mellitus, hipertensão arterial, doenças reumatológicas e doenças infecciosas. Essas são apenas algumas doenças sistêmicas que, além de suas complicações mais características, podem afetar a visão. Isso porque, como elas podem acometer diversos órgãos, os olhos também entram na lista das partes do corpo que correm o risco de serem prejudicados. Em casos como esses, não adianta apenas tratar dos seus sintomas na visão, mas combater a “doença de base”. É o que aponta a médica oftalmologista do HOPE, Dra. Adriana Gois.

Dra. Adriana Gois

Os diabéticos podem apresentar baixa da visão de forma gradual e, tanto nesses pacientes quanto nos hipertensos, as condições também são fatores de risco para Oclusão Vascular da Retina – que causa uma baixa da visão súbita e muitas vezes importante. “Essas alterações possuem tratamento, mas nem sempre conseguimos recuperar a visão completamente”, explica a médica.

Além da vista embaçada, outros sintomas como olhos avermelhados (hiperemia), fotofobia e dor na área dos olhos podem ser sintomas de inflamação ocular decorrentes de pacientes com doenças reumatológicas como as artrites ou infecções sistêmicas como a Sífilis e a Tuberculose. Embora a consulta ao oftalmologista deva ser anual, pacientes com doenças que podem afetar os olhos devem realizar avaliação oftalmológica com uma frequência maior, que será determinada pelo oftalmologista que acompanha seu caso.

Diante das complicações que essas patologias podem causar à visão, a melhor forma de prevenção é o controle da doença de base. Assim, é necessário acompanhamento regular com endocrinologistas e cardiologistas para cuidar das condições que causaram o comprometimento dos olhos e consulta com o oftalmologista a cada seis meses.

Veja alguns problemas de saúde que podem desencadear doenças nos olhos:

  • Diabetes – Uma das consequências da alta taxa de glicose no sangue é a retinopatia diabética, essa condição, que pode evoluir para cegueira, ataca vasos da retina, tecido do globo ocular responsável por converter as imagens em estímulos elétricos lidos pelo cérebro.
  • Hipertensão – A pressão alta agride as artérias, inclusive as que alimentam as estruturas dos olhos. A hipertensão pode causar alterações na mácula, estrutura responsável pela visão de detalhes.
  • Distúrbios da tireoide – O hipotireoidismo, deficiência na quantidade de hormônios liberados pela tireoide, afeta a produção da lágrima, ocasionando a sensação de olho seco, ardor e vermelhidão, principalmente no final do dia. Já o excesso de hormônios – hipertireoidismo – pode causar a Oftalmopatia de Graves, que é o deslocamento do globo ocular para frente (proptose, exoftalmia ou “olho esbugalhado”) que pode ser causada pelo aumento da gordura e/ou dos músculos situados atrás dos olhos. Diagnóstico e tratamento devem ser realizados pelo oftalmologista com acompanhamento do endocrinologista

Acompanhe o Hope no Instagram

No images found!
Try some other hashtag or username