Coronavírus pode ter ligação com perda súbita de audição, sugere estudo - Hope

Blog

Coronavírus pode ter ligação com perda súbita de audição, sugere estudo

Resultados apontam para prejuízos que a doença pode causar nas funções das células ciliadas da cóclea, codificadoras de estímulos sonoros

 

De acordo com estudos recém publicados, o novo coronavírus pode ter ligação com perda súbita de audição até mesmo em casos assintomáticos. A pesquisa, que foi divulgada pelo National Center for Biotechnology Information (NCBI), nos Estados Unidos, avaliou por 20 semanas casos positivos de covid-19 que não apresentavam os já conhecidos sintomas da infecção. A idade dos participantes variou entre 20 e 50 anos.

 

Os resultados apontaram para prejuízos que a doença pode causar nas funções das células ciliadas da cóclea, codificadoras de estímulos sonoros. “A surdez súbita consiste na perda repentina da audição ou a piora abrupta de um problema pré existente, com a diminuição do limiar auditivo em 30dB, em três frequências diferentes, podendo ser causada por infecções virais como o coronavirus” é o que explica a otorrinolaringologista Kátia Virgínia, do HOPE.

 

No Brasil, cerca de 10 milhões de pessoas apresentam deficiências auditivas, contudo, são poucos aqueles que têm o hábito de ir ao médico fazer uma avaliação periódica. “As pessoas precisam lembrar que a audição é essencialmente o primeiro sentido sensorial a se desenvolver, normalmente a partir da 20ª semana de gestação. A partir deste momento, serão necessários cuidados que têm duração de toda uma vida” afirma a médica.

 

O ideal é que todos realizem uma avaliação audiológica por ano, ao menos. Dessa maneira, torna-se possível determinar se existe perda auditiva em um ou em ambos os ouvidos, bem como indicar o tipo de tratamento adequado. “Em relação à audição, não somente o novo coronavírus nos traz alertas, existem outras infecções que, quando mal curadas, levam à perda auditiva” afirma. A audiometria, exame importante para o diagnóstico médico, pode ser realizada sob a prescrição de um otorrinolaringologista.

Acompanhe o Hope no Instagram